O primeiro post do blog mágico

Bom, resolvi começar o blog com um texto que escrevi há mais de três anos em um pequeno momento de inspiração e reflexão sobre a vida. Me inspirei em O Menestrel (sabe-se lá quem o escreveu, mas alguns insinuam que foi Shakespeare). Para vocês perceberem que meu lado sentimental é aguçado e vem de muito tempo atrás. Vamos lá.

Observações precoces

Quem me dera a infância durasse para sempre.

Há tempo mais doce do que o tempo em que somos crianças? Quando o sonhar é natural e a inocência intacta…?

Quando nossas obrigações são as mais leves e a nossa maior preocupação é o giz de cera quebrado ou a bronca da mãe por ter pisado com chinelinho sujo de barro em seu tapete novo…?

Quando tudo parece ser brincadeira… alegria… amor… eterno.

Ah! Mas de fato não é. Chega um instante em que a gente cresce e percebe que o mundo não é feito de castelinhos encantados. Mas de responsabilidades, de relacionamentos e de problemas também.

Percebemos que a felicidade existe sim, mas muitas vezes ela vai parecer inatingível para nós mesmos.

Descobrimos que nosso futuro depende muito mais de nós do que de qualquer outra pessoa.

Percebemos que o papai não poderá nos levar na escola mais e que o tempo em que a mamãe preparava a lancheirinha todos os dias de manhã já passou.

Percebemos também, que nem todas as pessoas são sinceras.

E que seus amiguinhos, que dividiam a piscina de bolinhas com você, vão viver suas vidas e enfrentar seus próprios desafios. E o fato de vocês terem dividido algo no passado, não quer dizer que vocês partilharão de um futuro juntos.

Descobrimos que dizer adeus dói, mas somos obrigados a isso mesmo assim.

Percebemos que raras vezes enxergamos que o tratamento dado a determinadas pessoas não é realmente o merecido por elas. E descobrimos que algumas situações teriam sido mais fáceis de enfrentar se o amor tivesse sido exercido e aplicado com maior intensidade e paciência.

Percebemos também, que teremos de fazer muitas escolhas. Escolhas essas, que não são tão simples como decidir entre danoninho e yakut. Escolhas que nem sempre serão acertadas. Ou serão? Como saber, não é mesmo?

Descobrimos que algumas vezes a noite dura mais tempo do que o desejado.

E que o tempo… ah, o tempo está aí, mas em um instante não estará mais.

Notamos que os momentos que você quer que se prolonguem são aqueles que se desmancham com maior rapidez. E percebemos que nem tudo que queremos surge da mesma maneira que imaginamos que seria.

Descobrimos que a criatividade e a originalidade são o toque que precisamos dar à vida da gente, para que ela tenha a nossa cara e não a da rotina.

Percebemos que ainda existem muitas coisas a se perceber, mas que muitas vezes impedimos a nós mesmos enxergá-las.

Descobrimos que cada pessoa tira suas próprias conclusões a respeito de certas coisas, e que ceder é necessário para que haja acordo. E paz.

Ah, a paz! Esse sentimento que nos é vedado, mesmo em meio a tanto progresso tecnológico, científico e econômico, nos impedindo de nos sentirmos leves e livres.

Ah, ser livre! O desejo que o sonho humano alimenta desde a infância.

Ah, a infância! Quem me dera ela durasse para sempre.

Mas se assim fosse, não poderíamos exercitar nossa percepção a respeito do mundo e não cresceríamos com as experiências e os testes que as outras fases da vida nos aplicam.

O que nos resta fazer é continuar perseguindo a felicidade, ultrapassando com classe os obstáculos, para que o jardim de nossas vidas esteja florido o máximo de tempo que puder. E para que, no fundo de nosso ser, sobreviva aquela criança que um dia sonhou, que continua forte, curiosa e que se renova diante da vida e das etapas que ainda virão.”

Laylla Melgaço

Anúncios

4 pensamentos sobre “O primeiro post do blog mágico

  1. Meldelss! não sabia q c escrevia tão bem assim….texto MA-RA-VI-LHO-SO! d verdade…me emocionei…acho q c devia escrever um livro…

  2. Muito bom, Laylla!
    Exceleeeeeeeeente! iuahiuahaiuha
    Sim, pode escrever um livro!
    E me chame pro lançamento…vou querer um autógrafo no meu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s