Arquivo | dezembro 2010

(De) Propósito

Quero me esvaziar daquilo que me faz medíocre, daquilo que me transforma em morno – nem quente, nem frio. Quero ficar livre daquilo que me faz rotina; que evapora facilmente e vai embora sem deixar aviso, lembrança ou cicatriz.

Não quero ser médio, estatística, normal, banal, literal. Preciso sair: mesmo que isso signifique crescer demais dentro de um corpo que não comporta.

Quero a formalidade da arte, a beleza da contradição; a careta no rosto, a risada em dia quente… Quero poder ser aquilo que fui criada para ser: viva.

– Laylla Melgaço

(Foto de Eduardo Gontijo)

Anúncios